O ex-técnico da CIA, Edward Snowden, que está desde 23 de junho na zona de trânsito do aeroporto de Moscovo, pediu para reunir-se com ativistas russos e internacionais de direitos humanos, segundo a agência Interfax.

Snowden «tem a intenção de expressar a sua postura sobre a campanha de perseguição maníaca do Governo dos Estados Unidos contra si, que coloca em perigo os passageiros dos voos que se dirigem para uma série de países latino-americanos», acrescentou a fonte anónima citada pela Interfax.