Um tribunal espanhol está a analisar se acusa quatro jovens de Navalmoral de la Mata, Cáceres, de apologismo ao terrorismo, depois de terem simulado durante o Carnaval uma execução do grupo extremista Estado Islâmico.

Os quatro jovens foram denunciados pela polícia daquela localidade espanhola depois de, no passado dia 16, terem numa praça daquela cidade simulado uma execução semelhante às filmadas pelo grupo Estado Islâmico.

Segundo o vereador da localidade, os jovens vestiam roupas pretas e dois deles tinham uma arma de brincar apontada à cabeça de um outro, que estava ajoelhado. Um quarto jovem filmava.

A cena foi também testemunhada por elementos da polícia local.

Segundo a imprensa espanhola, os jovens afirmaram tratar-se de uma brincadeira de Carnaval e que todos participaram voluntariamente.