Um britânico foi preso em Espanha por alegadamente ter morto um alemão que filmava a filha, com cerca de oito anos, com um iPad. 

A polícia prendeu o homem com cerca de 40 anos, no sábado à noite, depois deste atacar o outro homem com 43 anos no restaurante de um hotel em Sotogrande, a sul de Espanha. 

A porta-voz da Guarda Civil confirmou que as discussões alegadamente começaram porque a vítima estava a filmar a filha do agressor com um tablet.

«Quando o agressor viu o que estava a acontecer tirou-lhe o tablet, viu as gravações, atirou o aparelho para o chão e atacou-o», disse a porta voz da guarda civil. 

A vítima foi encontrada com «feridas muito graves» num cenário de grande violência e foi transportado para o hospital  «La Linea de la Concepcion», onde acabou por falecer. As autoridades suspeitam que não tenham sido usada armas, mas estão agora à espera dos resultados da autópsia para determinar a causa da morte.

O suspeito fugiu do restaurante depois da discussão, mas mais tarde foi identificado por algumas testemunhas e levado para a esquadra.

Este já não era o primeiro indício de que o cidadão alemão estava ligado a crimes sexuais. Em janeiro, a vítima mortal tinha sido acusada de posse de pornografia infantil e estava à espera de julgamento. Não se sabe ainda se o pai que cometeu o crime conhecia este facto.

A porta-voz do ministro dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido afirmou: «Estamos a investigar com alguma urgência a detenção de um cidadão britânico na zona de Cadiz, no sul de Espanha e estamos prontos para fornecer assistência consular se for solicitado».