O presidente do Partido Popular espanhol, Mariano Rajoy, recusou, esta sexta-feira, o convite do rei Felipe VI para formar Governo.

Rajoy declinou o convite para se submeter a votação de investidura no Congresso dos Deputados, que marcaria o início do processo de formação do novo Governo, após as eleições de dezembro.

A instabilidade política resultante dos resultados das últimas eleições - que o PP venceu sem maioria absoluta - e a falta de acordos com outros partidos estão na origem da decisão do presidente do Governo em funções.

A informação foi avançada pela própria Casa Real, através da conta de Twitter, que remeta para um comunicado na página oficial. 

 

Minutos depois, o Rei convocou o Presidente do Congresso dos Deputados Parlamento, Patxi López, para comunicar a decisão do chefe de Governo. Mas não só. Pretende também que este inicie a criação de uma nova lista de representantes, designados pelos diferentes grupos parlamentares, para se dar início a uma nova ronda de negociações, na próxima quarta-feira, 27 de janeiro.

Mariano Rajoy, também já falou aos jornalistas e explicou que:
 

"O Rei convidou-me a formar Governo. Agradeci o gesto. Apesar da deferência que teve comigo, neste momento, não estou em condições de me submeter a uma votação. Mantenho a minha candidatura à presidência do Governo, mas ainda não tenho os apoios para me submeter a uma investidura"