A infanta Cristina, filha do rei espanhol, renunciou ao direito de recurso e vai comparecer voluntariamente perante o juiz instrutor do caso Nóos, José Castro, na data indicada para o efeito, anunciaram este sábado os seus advogados.

O escritório de advogados Roca Junyent informou, em comunicado, que esta posição já foi comunicada ao Julgado de Instrução número 03 de Palma de Maiorca.

No documento, os advogados expressam a sua «absoluta e firme discordância com os argumentos fatuais e jurídico-penais» que justificam a intimação de Cristina para prestar declarações na qualidade de arguida, situação que «de modo algum deveria derivar das diligências instruídas até à data».