Uma jovem espanhola, de 22 anos, foi detida na noite de segunda-feira no aeroporto internacional de Barajas, em Madrid, quando se preparava para embarcar para a Turquia, presumivelmente para se juntar ao Estado Islâmico.
 
A mulher, natural de Almonte, Huelva, tinha-se convertido recentemente ao Islão e radicalizou-se online.
 
Há já algum tempo que as suas movimentações eram seguidas pelas autoridades, que deteram a jovem através de rastreios permanentes nos foros jihadistas na Internet, segundo fonte do Ministério do Interior contactada pelo El País.
 
A jovem foi detida quando se preparava para viajar para a Turquia, um dos principais pontos de entrada na Síria e no Iraque, bastiões do Estado Islâmico.

Em julho, uma outra mulher foi detida em Lanzarote, desta feita acusada de recrutar meninas e adolescentes para zonas controladas pelo Estado Islâmico.

Segundo fontes citadas pela agência Europa Press, até 20 de setembro, um total de 130 pessoas tinha deixado Espanha para juntar-se a grupos jihadistas.