Ador, um município na zona de Valência com 1.400 habitantes, é uma localidade livre de ruído durante a ‘sagrada sesta’ espanhola. Das 14:00 às 17:00, a cidade mergulha em silêncio. O autarca, Joan Faus, instaurou, no início do verão, um período oficial para a sesta. Este é o primeiro município espanhol onde existe um horário legal para descansar.

O objetivo é “garantir o descanso e poder suportar melhor os rigores do verão”, explica Joan Faus.


Paz e silêncio nas horas de maior calor “não é uma obrigação, é uma recomendação”, diz o autarca, citado pelo "El País", explicando que não há penalidades previstas para a “violação” da hora da sesta. A regra não é nova, sobretudo numa localidade com raízes agrícolas. 

“Ador é uma zona de laranjais e, neste momento, há muito trabalho nos pomares. As pessoas levantam-se de madrugada para trabalhar no campo e ao meio-dia voltam para casa, para evitar altas temperaturas. Aqueles que se levantam cedo aproveitam a sesta para descansar e recuperar energias”


Contudo, a medida não é bem vista fora de Espanha. O antigo professor confirma essa ideia, dando como exemplo o caso dos ingleses, que interpretam a hora da sesta como uma forma de “não querer trabalhar”.

Joan Faus garante que “não se trata disso” e enumera os benefícios da sesta tradicional, insistindo que a Organização Mundial de Saúde considera saudável dormir cerca de 20 a 30 minutos, à tarde.

O autarca reforça ainda o lado positivo da sesta para a população mais vulnerável, como os mais velhos e as crianças, que ficam assim a salvo do pico de calor.