Emily Thornberry, ex-deputada do partido trabalhista britânico por Islington South e Finsbury desde 2005, renunciou ao cargo após a polémica gerada por um tweet, onde surgia uma casa em Rochester com três bandeiras de Inglaterra.
 
Os comentadores políticos estão divididos sobre a sua decisão, no entanto concordam que a política cometeu uma embaraçosa gafe, potencialmente devastadora.

Importante notar que a  bandeira de St George tem uma história complexa em Inglaterra, sendo muitas vezes ligada ao nacionalismo e sentimento anti-imigrante. No entanto, o que vem «agitar» mais os ânimos é altura da sua publicação, em que o Partido da Independência do Reino Unido, UKIP, um partido eurocético, tinha acabado de eleger o seu segundo deputado para o Parlamento Britânico, um deles nas eleições intercalares de Rochester.
 
 

Em reação ao tweet, o primeiro-ministro, David Cameron, cujo partido conservador havia acabado de perder lugares no parlamento, afirmou que «o que isto significa, efetivamente, é que o partido trabalhista de Ed Miliband zomba das pessoas que trabalham arduamente, que são patriotas e amam o seu país.» « Penso que é completamente pavoroso», acrescentou.

Emily Thornberry publicou mais tarde um outro tweet onde pede desculpa por qualquer ofensa causada.
 
O jornal britânico «Guardian» salienta, no entanto, que Thornberry tem o hábito de fotografar edifícios e residências e publicar as imagens no Twiiter. 
 

«Nunca vi nada assim antes. Tinha três enormes bandeiras a cobrir a casa inteira. Pensei que era algo notável. Nunca vi uma casa completamente coberta de bandeiras», justificou ao «Mail Online», afirmações agravaram a polémica à sua volta.