«A França já escolheu o embaixador que pretende enviar para o Vaticano. Laurent Stéfanini foi o nome escolhido e continua a ser a proposta francesa», disse o porta-voz do governo Stéphane Le Foll, citado pela AFP.




«Um atraso de três meses como este não é normal», disse à AFP uma fonte ligada ao Vaticano.