Um estudante egípcio a frequentar uma escola de aviação na Califórnia, nos Estados Unidos, enfrenta a  deportação do país após ter publicado uma mensagem no Facebook afirmando que estava pronto para matar Donald Trump.

Emadeldin Elsayed, de 23 anos, foi detido por agentes federais no dia 12 de fevereiro na escola de aviação de Los Angeles, depois de publicar o que as autoridades consideraram uma ameaça de morte contra o pré-candidato às presidenciais norte-americanas.

“Estou disposto a matar Donald Trump e cumprir uma pena perpétua. O mundo inteiro iria agradecer-me por o fazer”, escreveu Elsayed na sua página de Facebook, de acordo com o seu advogado Hani Bushra.

Emadeldin Elsayed aguarda o desenrolar do processo numa cadeia de Orange. Segundo o advogado do jovem, ouvido pela Associated Press, ele está devastado por ter eventualmente destruído a sua carreia de piloto por causa de um post palerma nas redes sociais.

Mas, o advogado Hani Bushra criticou as autoridades norte-americanas. O cidadão egípcio está detido ao abrigo de um processo de imigração.

“Parece que as autoridades não tinham provas consistentes para o incriminar, por isso, usaram um processo de imigração para o tirar do país”

 

O advogado considerou que o seu cliente apenas foi “panhado no meio” de uma campanha eleitoral tensa que decorre nos Estados Unidos.