O pai do ex-técnico da CIA Edward Snowden, que revelou uma rede de espionagem global dos Estados Unidos, aconselhou-o a ficar na Rússia, onde pediu asilo temporário, em entrevista à televisão pública russa.

«Ed, está tudo bem connosco, amamos-te e esperamos que nos possamos ver em breve. Mas primeiro quero que estejas em segurança», declarou Lon Snowden em entrevista à televisão Rossia 24 que a Lusa cita.

O pai de Snowden considera que a Rússia tem a «possibilidade de proteger» o filho.

Entretanto, soube-se que a a Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América (ALBA) vai criar uma equipa técnico-jurídica para preparar uma queixa contra os Estados Unidos por espionagem global, depois das denúncias do ex-técnico da CIA, Edward Snowden.

Esta é uma das resoluções que integra a declaração final da cimeira presidencial da ALBA, que teve lugar na terça-feira na cidade de Guayaquil, no Equador.

«A ALBA decidiu constituir uma equipa técnico-jurídica para estudar a preparação de uma queixa contra o governo dos Estados Unidos pela implementação de um sistema de espionagem a nível mundial, que viola a Declaração Universal dos Direitos Humanos, bem como outras normas internacionais», refere o texto.