O Partido Popular Europeu (PPE) não vai participar na convenção do Partido Republicano, que começa no dia 18 de julho em Cleveland, Ohio, nos EUA, devido a declarações de Donald Trump sobre a imigração e a União Europeia.

Donald Trump deverá ser designado candidato republicano às eleições presidenciais dos Estados Unidos durante aquela convenção.

O secretário-geral do PPE, Antonio López-Istúriz, disse que não vai participar na convenção republicana devido “às declarações de Trump em relação a questões como a imigração e a União Europeia”.

“As declarações de Trump não ajudam”, disse López-Istúriz, que assegurou que os eurodeputados podem “decidir livremente se participam ou não nas convenções” e “muitos decidiram ir à convenção democrata”.

Fontes do PPE afirmaram à agência noticiosa EFE que é a primeira vez que não há representação dos populares na convenção do Partido Republicano, mas que vários eurodeputados vão participar na convenção do Partido Democrata, a realizar entre os dias 25 e 28, em Filadélfia.

Durante a convenção democrata, Hillary Clinton deverá ser confirmada como candidata do partido às eleições presidenciais norte-americanas.

Um total de 15 eurodeputados do grupo antifederalista dos conservadores e reformistas europeus, presididos pelo britânico conservador pro Brexit, Syed Kamall, vão participar na convenção do Partido Republicano, em Ohio.