Stormy Daniels, a atriz pornográfica norte-americana que alega ter tido um caso com Donald Trump em 2006, foi detida em Ohio esta quinta-feira. O advogado diz a atriz foi presa por ter deixado um cliente tocá-la.

A estrela pornográfica e Donald Trump estão envolvidos num processo judicial desde que foi publicado na imprensa que o advogado do presidente dos EUA pagou para calar a atriz acerca de um envolvimento entre ela e Trump entre 2006 e 2007.

Agora, Daniels volta a estar na imprensa por ter sido detida enquanto dançava num clube de striptease em Ohio.

De acordo com a defesa, Stormy Daniels terá sido detida porque deixou um cliente tocar-lhe enquanto fazia a performance.

Michael Avenatti, o advogado da atriz, publicou no Twitter que “ela foi detida por alegadamente deixar um cliente tocá-la (de uma maneira não-sexual) enquanto estava em palco! Estão a brincar comigo?".

"Estão a usar recursos policiais para isto? Deveria haver prioridades maiores", escreveu, em tom de indignação.

A lei do Estado do Ohio diz que um profissional que apareça nu com regularidade, num negócio sexualmente orientado, não tem permissão de tocar num cliente ou alguém com quem não tenha grau parentesco.