A Malásia elevou o nível de alerta nos principais pontos de entrada no país como o aeroporto de Kuala Lumpur de forma a prevenir que pessoas infetadas com o vírus Ébola cruzem as suas fronteiras, revela esta segunda-feira a imprensa local.

Os elementos das forças de fronteira receberam instruções para elevar todos os procedimentos de precaução para identificarem todos os possíveis viajantes que possuam o vírus, indicou em conferência de imprensa o ministro malaio da Saúde, Seri Subramaniam.

O vírus, que se transmite por contacto direto com o sangue ou líquidos corporais de pessoas ou animais infetados, provoca fortes hemorragias e atinge uma taxa de mortalidade de cerca de 90%.

O vírus surgiu agora pela primeira vez na África Ocidental ea escala da epidemia não tem precedentes com 1.323 casos registados e 729 mortes na Serra Leoa, Libéria e Guiné-Conacri desde março deste ano.

O ministro acrescentou ainda que as medidas começaram a ser implementadas após a Organização Mundial de Saúde ter alertado para a doença em março passado.