Os serviços de alfândega de Hong Kong apreenderam cerca de 15 quilos de marfim e detiveram um passageiro no aeroporto que viajava com os produtos escondidos sob a roupa, de acordo com a imprensa local.

O homem de 27 anos viajou na segunda-feira para a antiga colónia britânica procedente de Lagos (Nigéria), tendo feito escala no Dubai (Emirados Árabes Unidos).

O indivíduo, que afirmava ser um homem de negócios, foi descoberto pelas autoridades devido à estranha forma de andar. Foi acusado de importar espécies ameaçadas de extinção e, na terça-feira, condenado por um tribunal de Hong Kong a pagar uma multa de 62.000 dólares de Hong Kong (7.200 euros), noticia a Lusa.