O anúncio a um detergente de lavar roupa que gerou polémica na China e foi considerado o mais racista de sempre vai ser retirado do ar. Quem o garante é a Qiaobi, a companhia responsável pelo anúncio em que um homem de raça negra que tenta beijar uma mulher chinesa e é metido na máquina de lavar roupa, mudando de raça.

"Tendo em conta o dano causado aos membros das comunidades africanas pela circulação do anúncio e o excesso de dramatização pela opinião pública, vimos por este meio emitir o nosso pedido de desculpas. Opomo-nos fortemente e condenamos a discriminação racial".

A companhia garante ainda que removeu todos os vestígios da publicidade online e espera que "o anúncio não continue a circular nem nas redes sociais".

Desde que foi publicado no Youtube na passada quinta-feira, o anúncio já foi visto mais de sete milhões de vezes.