O despiste e a queda de um autocarro de passageiros numa ravina no Peru provocou esta terça-feira a morte a pelo menos 36 pessoas e causou, ainda, seis feridos, comunicaram fontes oficiais das autoridades peruanas, depois de um primeiro balanço que dava conta de 25 vítimas mortais.

O vice-comandante geral do Corpo de Bombeiros Voluntários do Peru, Larry Lynch, explicou que os socorristas recuperaram “32 cadáveres até ao momento” e que estão a trabalhar para recuperar mais corpos dos destroços do autocarro, no qual viajavam 57 passageiros, mais o condutor e uma assistente.

Os feridos foram resgatados com múltiplas fraturas e foram transportados de helicóptero para o hospital.

O acidente com o autocarro de passageiros, em viajavam 59 pessoas, ocorreu na zona costeira conhecida como Pasamayo, a norte da capital peruana, Lima. Terá sido causado por um embate de um camião.

Bus se desbarranca en Pasamayo, aparentemente de empresa "San Martín". Numerosos heridos, bomberos en el lugar pic.twitter.com/AMjqwHvoOV

O despiste aconteceu na Panamericana Norte, a 45 quilómetros de Lima, numa zona conhecida como "a curva do diabo", que atravessa a orla costeira do Peru com o Oceano Pacífico.

O autocarro caiu de uma altura de cerca de 160 metros, e ficou junto ao mar, numa zona “completamente inacessível e com a maré a subir”.

Cerca de 150 bombeiros estão a trabalhar nas operações de resgate, recuperando os corpos com recurso a cordas, um a cada 20 minutos, explicou o responsável.