Mais de 200 pessoas que trabalhavam na obra de construção do Parisian, o novo casino da Sands em Macau, foram dispensados e alegaram despedimento sem justa causa.

De acordo com o canal em chinês da Rádio Macau, 60 destes trabalhadores deslocaram-se hoje ao Gabinete de Ligação do Governo Central para pedir ajuda, dizendo que foram despedidos sem aviso e sem justa causa por uma empresa de engenharia.

Há 11 meses consecutivos que os casinos de Macau registam quedas nas receitas.

Alguns dos novos projetos estão a sofrer atrasos na construção - é o caso do Parisian (que terá a forma da Torre Eiffel), que se espera abrir portas em 2016.