Os 12 jovens e o treinador da equipa de futebol que estavam desaparecidos há nove dias foram encontrados vivos numa gruta na Tailândia. A Marinha tailandesa revelou um vídeo, na sua página de Facebook, com as primeiras imagens dos adolescentes, dentro da gruta, logo após serem encontrados pela equipa de resgate. A felicidade espelhada no rosto dos jovens é evidente, apesar de estarem visivelmente cansados.

O governor da região de Chiang Rai, Narongsak Osatanakorn, tinha confirmado, entretanto, que as 13 pessoas desaparecidas já estavam em segurança, depois de uma operação de socorro para conseguirem resgatá-los com vida da gruta Tham Luang.

Os rapazes, entre os 11 a 16 anos, e o técnico entraram na caverna depois de um jogo de futebol no dia 23 de junho, mas as chuvas quase constantes desde então impediram a sua saída e o sucesso das operações de resgate.

As autoridades já tinham expressado, durante as estas operações, a esperança de que o grupo tivesse encontrado um local seco dentro da gruta e que todos continuassem vivos.

Várias centenas de socorristas, incluindo soldados norte-americanos e mergulhadores britânicos, participaram nas operações de busca e resgate dos jovens de uma das maiores grutas da Tailândia, na província de Chiang Rai. Foi aliás, uma equipa britânica que encontrou os menores, juntamente com o treinador.

Após uma breve troca de palavras, os jovens quiseram saber que dia era e um dos mergulhadores britânicos respondeu que era "segunda-feira" e que eles estavam ali "há dez dias". Em seguida acrescentou que "eles eram muito fortes" por terem conseguido sobreviver naquelas condições.

Foram dias de sofrimento para os jovens e respetivas famílias que culminaram num final feliz.