A embaixada de Portugal no México anunciou esta segunda-feira que o jovem dado como desaparecido na cidade de Tehuacán já reapareceu e prestou declarações ao Ministério Público daquela localidade mexicana.

«Segundo comunicações trocadas com o ministério público de Tehuacán na passada sexta-feira à noite, o jovem Miguel Bernardino de Magalhães já tinha aparecido e prestado declarações junto daquelas autoridades», esclareceu esta segunda-feira a embaixada numa nota enviada à agência Lusa.

O jovem português, de 24 anos, teria desaparecido da empresa (do ramo têxtil) da mãe da sua namorada mexicana na noite de terça para quarta-feira da semana passada, enquanto estava a trabalhar.

As forças policiais foram chamadas ao local na quarta-feira pela proprietária da empresa, Oralia Rodríguez Aguilar, verificando-se que tinha desaparecido dinheiro do local e havia um rasto de sangue.

A hipótese de rapto foi colocada de parte, pois não foi feito um pedido de resgate.

De acordo com o jornal eletrónico Municipios Puebla, o português teria um visto de turista, entrou no país a 21 de junho de 2014 - podendo permanecer no país apenas 130 dias - e estava a trabalhar e morar com a família da namorada mexicana, que conheceu no âmbito dos estudos.

O meio de comunicação mexicano referiu ainda que o jovem português levou dinheiro para chegar até a capital do estado, Puebla, e teria pedido à família da namorada a sua documentação para poder voltar a Portugal, como conta a Lusa.