Um desmoronamento, na China, fez pelo menos 25 mortos, esta sexta-feira, depois de vários dias de chuvas intensas. Uma equipa de salvamento, com 2.000 pessoas, continua a vasculhar o local, à procura de sobreviventes.

De acordo com a BBC, as autoridades chinesas já vieram a público dizer que 12 pessoas ainda continuam desaparecidas, na sua maioria crianças e idosos.

A derrocada subterrou quase 30 casas, na província de Zhejiang. Algumas partes da vila de Lidong continuam inundadas, o que está a dificultar as operações de salvamento.

As equipas estão a ser auxiliadas por cães pisteiros, mas, desde o início das buscas, apenas uma pessoa foi resgatada com vida. A polícia afirmou que está em situação estável, depois de ter sido hospitalizada.

O governo chinês já acordou a existência de uma compensação monetária para todas as pessoas afetadas pelo desastre.