O primeiro-ministro sul-coreano, Lee Wan-koo, apresentou esta terça-feira a sua demissão, na sequência de suspeitas de que terá aceitado um suborno de um empresário, num caso tido como um dos maiores escândalos políticos da história recente do país.

Lee Wan-koo colocou o cargo à disposição da Presidente sul-coreana, Park Geun-hye, segundo informou a televisão KBS.

Contudo, a chefe de Estado da Coreia do Sul encontra-se atualmente de visita à América Latina, pelo que apenas decide se aceita a resignação quando regressar a Seul, no próximo dia 27.