Atualizada às 11:28

O Governo do Egito, suportado pelo Exército, demitiu-se em bloco. A informação foi confirmada pelo próprio primeiro-ministro.

A informação tinha sido inicialmente avançada pelo jornal «Al Ahram», que citava fonte oficial, e foi depois confirmada pelo próprio Hazem El-Beblawi.

«Hoje, o Conselho de Ministros tomou uma decisão de apresentar a resignação ao Presidente da República», disse El-Beblawi, numa declaração transmitida pela televisão, sem apresentar razões para a demissão.

O presidente interino do país já pediu a Hazem El-Beblawi que se mantenha no poder até ser nomeado um novo primeiro-ministro.

De acordo com o jornal, a decisão foi tomada após uma reunião de 15 minutos do Executivo.

El-Beblawi tomou posse depois de, em Julho passado, o Exército ter deposto Mohamed Morsi, na sequência de ferverosos protestos.