O primeiro-ministro britânico, David Cameron, disse esta segunda-feira que a vitória do «sim» no referendo sobre a independência da Escócia, que se realiza na quinta-feira, iria ser «um divórcio doloroso» com consequências pesadas.

«Peço-vos: Não partam esta família», afirmou Cameron, dirigindo-se aos eleitores escoceses, discursando no porto petrolífero escocês de Aberdeen, naquele que foi o seu último apelo à manutenção do Reino Unido, quando as sondagens indicam um resultado muito equilibrado.

«Não vai haver regresso possível, uma segunda tentativa», adiantou o dirigente conservador, num discurso particularmente emotivo.