A violência doméstica atingiu um outro nível em Espanha, nesta sexta-feira, depois de o marido de uma mulher hospitalizada no Hospital Universitário de Ourense, na Galiza, a ter esfaqueado até à morte no quarto, na presença de outra paciente, noticia o jornal espanhol ABC.
 
A vítima, de 65 anos, estava internada há cerca de um mês devido a uma agressão anterior ocorrida na sua casa e que as autoridades suspeitavam ter sido infligida pelo companheiro. No passado dia 3 de abril, o homem alegou que a mulher foi agredida com uma barra de ferro na cabeça quando via televisão por uns desconhecidos que entraram na habitação.
 
Ferida grave, depois de perder massa encefálica, foi transferida para a unidade de Ourense, depois de ter dado primeiro entrada no Hospital de Verín. A Guardia Civil espanhola desconfiava de violência doméstica, mas, como não havia denúncias prévias, aguardava a recuperação da mulher para poder identificar os alegados assaltantes.
 
O homem, de 75 anos, que entrou no quarto por volta das 07:00, tentou, depois, o suicídio, atingindo-se a si próprio com a mesma faca no pescoço, peito e braço. Foi operado de urgência e encontra-se em estado grave.