Uma menina norte-americana, de dois anos, que desapareceu na semana passada, foi encontrada sã e salva. A polícia encontrou Brooklyn Lynn Lilly na floresta logo após o meio-dia de quinta-feira, quase 24 horas depois de os pais participarem o desaparecimento em Tawas City, no estado de Michigan. Depois de uma noite ao frio, a menina ainda estava de muito bom humor, referem os bombeiros.

«Foi uma noite difícil, mas quando a encontrámos, ela começou a rir», contou Jeffery Seyfried, assistente do chefe dos bombeiros de Tawas City, ao site Michigan Live.

A menina estava tão radiante que o bombeiro não resistiu a tirar-lhe uma fotografia com o smartphone. «Perguntei-lhe se podia tirar uma fotografia. Ela olhou para mim com um grande sorriso. Agradeci-lhe e ela disse: "Adoro a floresta!"», contou o mesmo bombeiro.

Foi o soldado Denis McGuckin que encontrou o rasto de Brooklyn Lynn Lilly com ajuda do cão de patrulha «Jax». A menina estava a mais de um quilómetro de distância de casa. Assim que viu o militar e o cão, a menina «levantou a cabeça do chão e começou a sorrir», explicou McGuckin à ABC.

Com exceção de alguns cortes e contusões, Brooklyn estava bem. Depois de «comer muito pudim» no hospital, voltou saciada para junto da família.