O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, acredita que não será necessário sancionar funcionários do Governo de Caracas, mas diz que todas as opções estão abertas e há uma «crescente impaciência» em países vizinhos pela crise venezuelana.

«Todos estamos a ver que há uma crescente impaciência na vizinhança e nós consideramo-nos parte da vizinhança», disse.

O chefe da diplomacia norte-americana, John Kerry, falava no México, durante uma conferência de imprensa à saída de um encontro com o ministro de Relações Exteriores mexicano, José António Meade.