Um juiz afegão condenou este domingo sete homens à pena de morte num caso de violação conjunta de quatro mulheres que provocou indignação em todo o país, protestos à porta do tribunal e transmissões em direto para a televisão.

Os sete homens, que estavam no banco dos réus vestidos com as tradicionais roupas castanhas, foram considerados culpados de rapto e violação dos membros femininos de um grupo que chegava a Cabul vindo de um casamento.

Num julgamento que durou poucas horas, as sentenças de morte foram tecnicamente proferidas pelo crime de assalto à mão armada.