Como é que os icebergs se formam? Ainda à mistério à volta do fenómeno, para a comunidade científica. Um grupo de investigadores quis explorar a questão de uma maneira inovadora. Como? Através do som. Os cientistas quiseram escutar a natureza para percebê-la melhor, segundo a revista «Geophysical Research Letter», que publicou o estudo esta sexta-feira.

Sabemos que os glaciares vão derretendo, devagar, e as alterações climáticas ajudam a que o ritmo seja cada vez maior. A consequência evidente é o aumento do nível do mar, mas não só. Há blocos de gelo que se desprendem do glaciar e, ao caírem na água, transformam-se em icebergs.  

O que o grupo de cientistas polacos e britânicos inovou na investigação foi utilizar microfones submarinos em vários glaciares, no verão de 2013. O objetivo foi que, através do ruído emitido, se conseguisse diferenciar a maneira como os blocos quebram na água e a quantidade de gelo que podem realmente perder.



As primeiras conclusões são animadoras. Há três maneiras de o gelo se desprender dos glaciares e cada uma delas tem um som próprio: pode ser determinado pelo ranger do glaciar e pelo impacto produzido pelo bloco de gelo quando cai ao mar; pelo som que faz ao deslizar pela superfície glaciar e, finalmente, o barulho que o iceberg faz ao bater na água, afundar e regressar à superfície.