A Fundação para a Liberdade de Imprensa (FLIP, na sigla em espanhol) denunciou o desaparecimento, no sudoeste da Colômbia, do repórter fotográfico, Johanny Vargas, que recebeu ameaças de morte por denunciar danos ambientais, informaram esta quinta-feira fontes oficiais.

Johanny Vargas trabalha como repórter fotográfico para o «Diario del Cauca» da cidade colombiana de Popayán, capital do departamento de Cauca, informou a organização não-governamental em comunicado.

O jornalista foi visto pela última vez na terça-feira, segundo a FLIP.