O aparelho de carga descolou de um aeroporto em África, ainda não revelado pelas autoridades, e aterrou no aeroporto de Amsterdão sem que a tripulação se apercebesse que um passageiro clandestino se tinha escondido no trem de aterragem. O corpo só foi descoberto depois do avião se imobilizar na placa do aeroporto de Schiphol.

O porta-voz da polícia de fronteira apenas adiantou que está a ser conduzida uma investigação, sem precisar mais informações relativamente à proveniência do aparelho de carga.

Um incidente que acontece numa altura em que a Europa enfrenta a maior crise de refugiados desde a Segunda Guerra Mundial. À Holanda chegam por semana cerca de 1.500 refugiados que pedem asilo, principalmente oriundos do norte de África e do Médio Oriente.