Ruben Weber-Jackson nasceu em Beverley, em Inglaterra, e era, aparentemente, um bebé normal. Até que, duas semanas depois, a mãe, Petra Weber-Jackson, de 29 anos, percebeu que o filho respirava com dificuldade.

Depois de levar o filho ao hospital, Petra descobriu que Ruben tinha dois buracos no coração e um estreitamento da aorta, o que o levou a duas grandes cirurgias para tratar o defeito congénito, avança a agência Carters.

A primeira cirurgia foi feita no primeiro mês de vida de Ruben. A segunda operação foi feita pouco depois e foi graças ao tecido retirado de um coração de uma vaca que os médicos conseguiram reparar os buracos no coração.

Atualmente com um ano, Ruben está ótimo e vive saudável com a mãe, Petra, o pai, Mike Jackson, de 40 anos, e os dois irmãos: William, de 7, e Johannes, de 4 anos.

De acordo com os médicos, o uso do pericárdio da vaca para tratar de defeitos congénitos é comum e é usado para «ampliar vasos e fechar orifícios» por ser um «retalho biológico».