Um realizador australiano foi condenado a seis anos de prisão por espionagem a favor de um país não identificado. James Ricketson, de 69 anos, foi preso em junho de 2017, depois de filmar com um drone uma manifestação da oposição.

O Tribunal Municipal de Phnom Penh decidiu condenar James Ricketson a seis anos de cadeia, por espionagem e recolher informação que é prejudicial ao país, entre dezembro de 2010 e junho de 2017”, disse o juiz Seng Leang.

De acordo com a BBC, o realizador nega todas as acusações e já fez saber que vai recorrer da decisão.

Qual seria o país para o qual eu estou a fazer espionagem?”, questionou Ricketson, em tribunal.

James Ricketson visitou o Camboja com frequência nos últimos 20 anos e tem sido uma voz crítica do primeiro-ministro Hun Sen e do regime cada vez mais opressivo de Phnom Penh.

Durante o julgamento, a acusação argumentou que Ricketson prejudicou a reputação do país junto da comunidade internacional. As principais provas foram emails nos quais o realizador expressava simpatia por grupos oposicionistas. Num desses emails, James Ricketson instigou o Governo australiano a retirar um convite feito a Hun Sen para visitar o país, em 2016.