O Papa católico Francisco e o líder budista Dalai Lama fizeram esta sexta-feira um apelo à paz mundial, numa mensagem em que pedem às pessoas para solucionar os conflitos através da fraternidade.

Na cerimónia de abertura da XIV Cimeira Mundial dos Prémios Nobel da Paz, celebrada esta sexta-feira em Roma, foi lida uma mensagem do Papa Francisco, recordando que «no coração de todos os homens e mulheres está o desejo de uma vida plena em paz».

«O sentimento de fraternidade cresce junto com os outros» numa relação «como irmãos e irmãs», disse o líder da igreja católica, que «reza para que o presente seja renovado com um trabalho urgente para a paz no mundo».

Contudo, esta cimeira fica marcada pela falta de disponibilidade de Francisco em encontrar-se com Dalai Lama, o que foi entendido pelos apoiantes do líder espiritual tibetano como uma vitória para a China, refere o «New York Times».

O próprio Dalai Lama esclareceu na quinta-feira que «a administração do Vaticano tinha dito que o encontro não era possível porque poderia causar problemas».