A CIA vai começar esta quarta-feira a chamar ao trabalho o seu pessoal indispensável, uma vez que se mantém o impasse orçamental nos Estados Unidos, disse o diretor da agência de inteligência, John Brennan.

Os trabalhadores chamados a regressar ao trabalho são aqueles que são necessários «para a recolha de informações estrangeiras, análise de fontes de todas as origens, ação secreta e contraespionagem», segundo um comunicado divulgado na terça-feira pelo diretor da CIA.

«Manter o nosso pessoal a níveis tão reduzidos como os da semana passada será perigoso para a segurança de vidas humanas e para a proteção da propriedade», justificou.