Pelo menos 17 pessoas morreram na quarta-feira, na Colômbia, em novos aluimentos de terras. Vítimas que se juntam aos mais de 300 mortos provocados nas últimas semanas por causa deste fenómeno causado por chuvas torrenciais.

Para além das novas vítimas mortais, há pelo menos duas dezenas de feridos, numa localidade nas montanhas centrais da Colômbia.

O presidente da câmara de Manizales, José Octavio Cardona, afirmou que, além dos 23 feridos, sete pessoas foram dadas como desaparecidas.

O desastre aconteceu às primeiras horas da manhã, quando muitas pessoas estavam ainda a dormir-

Precisamente duas semanas depois de cheias na cidade de Mocoa, no sul do país, os aluimentos de terras terem matado mais de 300 pessoas.