Pelo menos 13.000 pessoas participaram de uma manifestação em Paris este domingo para protestar contra o que dizem ser uma onda de crimes contra a comunidade chinesa na França, segundo fontes policiais citadas pela Reuters.

Um protesto que surge depois da morte de um designer têxtil chinês na sequência de um assaltado no mês passado.

Os manifestantes, que erguiam bandeiras francesas e vestiam t-shirts com slogans como: "Parem a violência, os assaltos e a insegurança " ou "Igualdade para todos, segurança para todos", marcharam da Praça da República até à da Bastilha no leste de Paris, pedindo mais proteção policial.

Chaoling Zhang, de 49 anos, morreu no mês passado, após cinco dias em coma depois de ser atacado por três homens que lhe roubaram a carteira Aubervilliers, um subúrbio a norte de Paris.

Os membros da grande comunidade chinesa em Aubervilliers , uma casa para muitos imigrantes chineses no país , dizem que a morte de Chaolin Zhang foi a última de uma série de ataques direcionados.