A polícia de Zhaoqing, na província continental chinesa de Guangdong, sul do país, deteve um jovem filantropo que se dedicava durante o dia a trabalhos de beneficência e, à noite, a roubar edifícios de luxo, revelou a agência Xinhua.

O caso do «Robin dos bosques» chinês começou no início deste ano, quando um residente denunciou à polícia o roubo de numerosos objetos de valor da sua propriedade, como joias, ouro e um tablet.

As autoridades locais registaram o caso e, foram apercebendo-se, de outros roubos idênticos, nomeadamente em prédios das classes mais abastadas, como noticia a Lusa.