O líder do Partido Comunista Chinês em Nanjing, Yang Weize, está a ser investigado por suspeita de corrupção, anunciou a Comissão Central de Disciplina do PCC domingo à noite.

Yang Weize é suspeito de «graves violações da disciplina do partido e das leis», disse a Comissão, utilizando a terminologia que descreve habitualmente os casos de corrupção.

Sede de um município com cerca de 8,5 milhões de habitantes, Nanjing é a capital da província de Jiangsu, uma das mais prósperas da China, situada no leste do país.

Em outubro de 2013, o então presidente da câmara de Nanjing (a segunda figura do poder local, a seguir ao secretário do PC), Ji Jianye, foi também afastado por corrupção e posteriormente preso.

Dezenas de quadros dirigentes com a categoria de vice-ministro ou superior foram afastados desde que o atual presidente Xi Jinping assumiu a chefia do PCC, em novembro de 2012

Trata-se de uma das mais persistentes campanhas anticorrupção de que há memória na China e, pela primeira vez em 65 anos de governo comunista, atingiu um ex-chefe da Segurança (Zhou Yongkang) e um antigo vice-presidente da Comissão Militar Central (general Xu Caihuo).