Operários e engenheiros chineses terminaram a estrutura da ponte Beipanjiang, que se tornará a ponte mais alta do mundo, erguida a 565 metros acima do solo. O anúncio foi feito esta segunda-feira pelas autoridades da província de Guizhou, no sudoeste do país.

As duas extremidades da ponte Beipanjiang, localizada sobre o rio, numa área montanhosa de Guizhou, foram ligadas no sábado, detalha o comunicado.

Com 1.341 metros de comprimento, a estrutura vai começar a funcionar no final deste ano, permitindo reduzir, de cinco para duas horas, a duração da viagem entre Liupanshui, em Guizhou, e Xuanwei, na província vizinha de Yunnan, segundo a televisão estatal CCTV.

Várias das pontes mais altas do mundo localizam-se na China, apesar de a mais alta ser o Viaduto de Millau, em França, com 343 metros de altura.  

O anúncio surge depois de as autoridades chinesas terem decidido fechar uma das mais recentes atrações turísticas do país: a maior ponte de vidro do mundo, suspensa a 300 metros de altura. Esta estrutura, que se localiza no grande desfiladeiro de Zhangjiajie, na província de Hunan, foi fechada depois de as autoridades terem concluído que precisava de uma manutenção urgente.