A celebração do Natal foi proibida em escolas e creches da cidade de Wenzhou, na província de Zhejiang, no leste da China, noticia a agência oficial Xinhua.
 
«Nenhuma escola de ensino médio, fundamental ou creche pode celebrar atividades ou comemorações relacionadas com o Natal», determina o decreto da prefeitura, que adverte ainda que serão realizadas inspeções para comprovar que essa ordem está a ser cumprida.
 
Na província de Zhejiang existem milhares de católitos, sobretudo protestantes. Este ano registaram-se alguns focos de tensão na província, onde até algumas igrejas foram demolidas e crucifixos removidos de vários edifícios.
 
Segundo o responsável de educação de Wenzhou, a proibição de celebrar o Natal nos centros de ensino tem como objetivo «reduzir a obsessão das escolas com as festas ocidentais, em detrimento das chinesas», refere Zheng Shangzhong.