A mulher do dissidente e Nobel da Paz Liu Xiaobo deu a entender que o cancro no fígado de que padece o marido é inoperável, num vídeo divulgado na Internet, nesta segunda-feira à noite.

Ye Du, um amigo da família, confirmou a autenticidade do vídeo, em declarações publicadas esta terça-feira pelo jornal South China Morning Post, detalhando que o vídeo foi gravado nos últimos dois dias.

Sem conter as lágrimas, a mulher, Liu Xia, sugeriu que serão inúteis tratamentos médicos como quimioterapia ou radioterapia.

O vídeo, de apenas dez segundos, começou a circular através do Twitter, na noite de segunda-feira.

As autoridades chinesas decidiram libertar Liu Xiaobo por razões médicas, depois de o Nobel ter sido diagnosticado com cancro de fígado em fase terminal.

O anúncio da libertação foi feito, esta segunda-feira, pelo advogado do ativista. O professor, intelectual e dissidente, ainda tinha três anos para cumprir da pena de prisão a que tinha sido condenado.