Um avião da China Eastern foi obrigado a regressar a Sydney, na Austrália, depois de ter sido detetado um buraco no motor esquerdo. O incidente ocorreu na noite de domingo, quando o Airbus A330 seguia para Xangai.

De acordo com o porta-voz da companhia aérea, em declarações à AFP: “A equipa verificou uma situação anormal no motor esquerdo e decidiu regressar de imediato ao aeroporto de Sydney”.

Os passageiros que seguiam a bordo do avião mostraram-se apreensivos com o ocorrido, e queixaram-se do cheiro a queimado, e de um enorme ruído: “Nós estávamos a subir, e de repente ouvi um ‘z-z-z-z-z-z’, era um barulho muito alto, e cheirava a queimado. Estava com medo, sim, estava realmente assustado. O nosso grupo estava aterrorizado.", disse um passageiro à imprensa local.

Depois deste episódio, as autoridades australianas, Australian Transport Safety Bureau, abriram uma investigação, e a aeronave encontra-se atualmente em análise, no aeroporto de Sydney.