O olhar desafiante de uma mulher quando enfrenta um agente da polícia durante uma manifestação no Chile está a tornar-se viral na internet.

A jovem não foi identificada, mas era uma das manifestantes no motim que marcou os 43 anos desde o sangrento golpe militar que resultou na morte do presidente Salvador Allende e na sua substituição pelo governo militar de Augusto Pinochet.

O protesto homenageou as vítimas do regime de Pinochet, que ordenou a tortura e a morte de milhares de pessoas durante os 17 anos em que esteve no poder.

A fotografia foi tirada pelo fotógrafo da Reuters Carlos Vera Mancilla no exterior do Cemitério Geral de Santiago, onde os manifestantes se reuniram.

O fotógrafo explicou ao site de notícias chileno La Tercera que a mulher reagiu assim depois do polícia ter detido dois dos seus amigos.

A imagem já foi partilhada milhares de vezes nas redes sociais e alguns já compararam a jovem com o homem que se colocou em frente de um tanque na Praça Tiananmen durante os protestos pró-democracia em Pequim, em 1989.