A Índia evacuou esta sexta-feira aldeias localizadas perto da fronteira com o Paquistão, um dia depois de ter anunciado que levou a cabo raides na disputada região de Caxemira.

As autoridades do Pendjab indiano (noroeste) supervisionavam a retirada de milhares de residentes das aldeias situadas num raio de dez quilómetros paralelo à fronteira paquistanesa.

Mil localidades, divididas por seis distritos da província de Pendjab ao longo da cerca de arame farpado, podem ser afetadas.

A ordem das autoridades acontecem um dia depois dos "ataques cirúrgicos" na zona disputada de Caxemira, ao longo da fronteira com o Paquistão, realizados para frustrar uma série de ataques que estavam a ser planeados contra importantes cidades.

O exército paquistanês acusou a Índia de ter matado dois dos seus soldados durante este ataque, lançado perto da linha de controlo que divide a região.