Um casal de namorados, que se conheceu em Londres durante a Segunda Guerra Mundial e acabou separado por milhares de quilómetros, voltou a encontrar-se 71 anos depois. Os dois falaram em novembro de 2015 através de um telefonema via Skype e agora encontraram-se pessoalmente, sete décadas depois.

Norwood Thomas, um ex-paraquedista atualmente com 93 anos, e Joyce Morris, de 88, conheceram-se em Londres em 1944, durante a Segunda Guerra Mundial. Ela era inglesa com 17 anos, ele norte-americano com 21, os dois apaixonaram-se durante o período que passaram na capital inglesa, mas o romance foi interrompido pela guerra. Devido ao desembarque na Normandia, Norwood Thomas foi destacado para combater no célebre Dia D e ela ficou para trás

Norwood Thomas e Joyce Durrant em 1944 

"Joyce era especial. A pessoa que eu deixei escapar", disse Norwood Thomas à Associated Press. "Mas após a guerra, as minhas ordens eram de voltar para casa tão depressa que não tive uma hipótese real de sequer me despedir”, acrescentou.

O jornal britânico “The Guardian” conta que, quando regressou do campo de batalha, Norwood Thomas voltou para os Estados Unidos e foi mantendo contacto com Joyce Durrant. O jovem escreveu a Joyce, pedindo-lhe que se juntasse a ele para "fazer da sua casa um lar". Mas ela percebeu mal a mensagem e julgou-o já casado, imaginando que deixaria a família por outra mulher. E nunca mais lhe respondeu.

Com o passar dos anos, os dois perderam o contacto. Norwood Thomas casou-se e Joyce Morris também.

A mulher de Norwood Thomas morreu em 2001 e Joyce Morris acabou por se divorciar, após 30 anos de casamento.

Em 2015, e depois de ter descoberto no jornal um artigo sobre a participação do antigo paraquedista no Dia D na Normandia, Joyce Morris pediu a um dos filhos que tentasse localizá-lo na Internet. A busca foi bem-sucedida e os antigos namorados começaram a conversar online, através do Skype.

Quando a história deste romance com mais de 70 anos veio a público, uma campanha conseguiu reunir dinheiro suficiente para pagar a viagem de Norwood Thomas e do filho, de Virgínia Beach, nos EUA, até à Austrália. E mais de 70 anos depois, os dois reencontraram-se na quarta-feira em Adelaide. A última vez que se tinham visto, ela tinha 17 anos e ele 21.

Felizes, os dois abraçaram-se. "É fantástico", repetia Norwood Thomas.

"É a coisa mais maravilhosa que me poderia ter acontecido", acrescentou Thomas, num reencontro transmitido na televisão.

"Que bom", respondeu Joyce Morris com uma gargalhada. "Vamos ter uma quinzena maravilhosa", afirmou.

Os dois planeiam passar juntos o Dia dos Namorados, a 14 de fevereiro.