Um vídeo de um polícia a agredir uma estudante numa sala de aula está a chocar os Estados Unidos. O incidente aconteceu na segunda-feira, na Escola Secundária de Spring Valley, na Carolina do Sul, e foi divulgado no Twitter por uma estudante presente na sala.

Segundo a Reuters, o vídeo de 15 segundos mostra o agente Ben Fields, do departamento de Richland, a aproximar-se da rapariga, que estava sentada numa das secretárias da sala.

O xerife terá sido chamado para deter a estudante, que não lhe obedeceu quando lhe foi pedido para se levantar da secretária. No vídeo é possível ver o homem a agarrar a jovem pelo pescoço, a atirá-la para o chão com violência, arrastando-a depois pelo chão até a algemar.
 
Um dos alunos que estava na mesma sala de aula, contou no Twitter que a aluna "não fez nada para provocar o agente" e que "antes do vídeo estava realmente quieta". Segundo o mesmo aluno, o agente terá sido chamado à sala de aula para deter a aluna porque esta estava a "mascar pastilha elástica".
 
Já o professor, quando questionado se não se tinha sentido incomodado com o que tinha acabado de acontecer, afirmou que a aluna "devia ter cooperado" com o agente.
 

De acordo com Shaun King, jornalista do New York Daily News, 21 alunos daquele estabelecimento escolar revelaram que o agente envolvido no incidente de segunda-feira os tem "assustado" durante anos.
 
O departamento escolar para o qual o xerife foi destacado afirmou à emissora local WLTX, em comunicado, que o incidente está a ser investigado. 

“A segurança dos alunos é e sempre será a principal prioridade do distrito. O distrito não tolerará quaisquer atos que coloquem em causa a segurança dos alunos”.


Já o porta-voz do departamento do xerife de Richland, Curtis Wilson, afirmou que o xerife Leon Lott ficou “totalmente perturbado” com o vídeo, mas pediu às pessoas para reservarem o seu julgamento até ser concluída a investigação.
Wilson revelou ainda que a estudante foi detida por estar a “perturbar a aula” e depois entregue à família. Já o xerife Fields foi colocado em funções administrativas.
 

Nas redes sociais, o vídeo gerou uma onda de indignação e a hashtag #AssaultAtSpringValleyHigh subiu a tendência nacional no Twitter.

O incidente acontece numa altura em que as autoridades têm sido escrutinadas pelo uso excessivo de força, principalmente contra minorias, após as mortes de vários norte-americanos nos últimos dos anos.