Quatro rapazes britânicos vestiram saias como forma de protesto por terem sido castigados por usar calções num dia de muito calor.

George Boyland, Jesse Stringer, Kodi Ayling e Michael Parker, estudantes da Escola Secundária Longhill em Rottingdean, no sul de Inglaterra, tinham sido castigados por usarem calções na escola, na passada terça-feira, dia que registou temperaturas elevadas. Como tal, os alunos optaram por vestir saias.

Temos elevados padrões relativamente ao uso de uniformes e nestes dias de calor esses padrões foram desafiados por aproximadamente 2% dos pais e alunos", afirmou Kate Williams, diretora da escola, citada pela BBC.

Foi exigido aos rapazes que frequentaram a escola de calções que trocassem de roupa para calças. Quando nenhum deles o fez, alguns foram enviados para casa e outros foram mantidos no isolamento e depois expulsos.

Na quinta e sexta-feira seguintes, os rapazes vestiram saias, uma vez que a diretora do estabelecimento tinha declarado que os alunos poderiam vestir "qualquer parte do uniforme aceite pela escola". Esta foi a forma de protesto que os estudantes encontraram por terem sido castigados nos dias anteriores. A eles juntaram-se mais dez rapazes no final da semana.