Um avião de passageiros foi escoltado, esta terça-feira, no Reino Unido, por um caça britânico, depois das autoridades terem sido informadas, pelo piloto, de que um engenho suspeito estaria a bordo. O avião aterrou em segurança pouco depois do alerta e os acontecimentos dentro e fora do avião foram divulgados nas redes sociais, em tempo real. Menos de duas horas depois, a Polícia de Manchester informou, no Twitter, que um dos passageiros foi detido por suspeita de ameaça de bomba falsa.





A Reuters publicou as imagens que confirmaram a detenção de um dos passageiros. A fotografia mostra um homem algemado a ser levado pelas autoridades. Segundos depois, a polícia adiantava que os passageiros estavam já a desembarcar do avião e que o passageiro tinha sido detido. Ao mesmo tempo, saíam nas redes socais as imagens divulgadas pelos passageiros que mostravam vários elementos das forças de segurança fortemente armados no aeroporto.





As autoridades do aeroporto informaram, segundo a Reuters, que o avião tinha aterrado em segurança pouco depois das primeiras imagens que mostravam o avião ladeado por um caça terem sido publicadas. Segundo a polícia britânica, esteve em curso um alerta de emergência depois do piloto da aeronave ter alertado as autoridades para a possibilidade de um engenho suspeito estar a bordo.

O avião em causa é um Airbus A330, operado pela Qatar Airways. A informação foi conhecida, mais uma vez pelas redes sociais e antes da companhia aérea confirmar o incidente. Um dos passageiros, Josh Hartley, publicou várias fotos e um vídeo onde é possível ver o avião a ser escoltado. À BBC fez o relato dos acontecimentos que o deixaram «abalado».



Numa primeira declaração, as autoridades admitiram não saber ao certo que tipo de ameaça estavam a enfrentar. «Não sabemos a veracidade desta ameaça é, mas é absolutamente vital lidar com a situação como uma emergência total, no entanto, apesar do aparato de meios no aeroporto, pedimos às pessoas para que não se assustem. A nossa resposta será tão abrangente quanto proporcional à segurança das pessoas a bordo e em torno do aeroporto. Esta é a a nossa preocupação primordial», disse John O`Hare, intendente chefe da polícia de Manchester.



O voo QR23 que viajava de Doa, capital do Qatar, para Manchester aterrou às 13:15. O aparelho viajava com 269 passageiros e 13 membros da tripulação. Todos os voos no aeroporto foram suspensos durante cerca de 25 minutos, com a atividade a ser retomada quando o avião estacionou na placa do aeroporto. O avião foi escoltado por um avião de combate Typhoon da RAF da base de Coningsby, em Lincolnshire, leste da Inglaterra.

Notícia atualizada às 15:59