As buscas pelo avião da AirAsia que decorreram esta sexta-feira conseguiram recuperar mais corpos do desastre aéreo. Até ao momento foram recuperados 30 corpos do mar de Java, na Indonésia, bem como diversos objetos e destroços do aparelho que se despenhou com 162 pessoas a bordo há menos de uma semana, segundo o «Channel News Asia». 
 


Há mais seis corpos detetados pelos meios no terreno. Três deles ainda sentados num banco. 
 
O mau tempo que tem feito na região - e que terá estado na origem do desastre - tem dificultado as operações de resgate dos corpos. As ondas atingiram esta sexta-feira os cinco metros, o que fez das buscas «um desafio», como relataram as autoridades indonésias em conferência de imprensa. Estimativas indicam que o avião estará entre 25 e 32 metros de profundidade.

Esta sexta-feira também foi detetado um objeto metálico grande que se pensou tratar do avião, mas aparenta afinal ser um navio antigo, provavelmente da Segunda Guerra Mundial. Um grupo de especialistas franceses também está no local, equipado com uma sonda para tentar recuperar as caixas negras do aparelho e assim obter respostas, acrescenta a BBC. 

Ao todo estão concentrados nas operações 65 barcos, 14 aviões e 19 helicópteros. 

O presidente indonésio referiu que a prioridade é, no entanto, a recuperação dos corpos. As autoridades desconfiam que a maioria dos corpos estará no interior do aparelho.

Até ao momento foram identificadas quatro vítimas. A primeira vítima a ser identificada foi enterrada na quinta-feira, em Surabaya, na Indonésia. Esta sexta-feira realizaram-se outros três funerais.